Estresse medial da tíbia e a Corrida

Ok, vamos simplificar, vamos falar de “canelite”, porém o termo correto é “estresse medial da tíbia”. É uma das lesões mais chatinhas e uma das mais comuns, cerca de 20% dos corredores já relataram seu acometimento, principalmente quem está iniciando a prática.

O que é o estresse medial? A explicação segundo um dos autores são duas: a primeira é a contração excessiva da musculatura do tibial anterior estaria envolvida causando estresse na face posterior da tíbia que levaria a periostite dessa região e a segunda seria a insuficiente capacidade de remodelação óssea causada pelo estresse persistente na tíbia. Em casos mais graves esse estresse pode evoluir para uma fratura na tíbia por estresse de impacto.

O que pode causar? Os autores não são precisos nesse ponto, mas indicam que a probabilidade maior seja o sobrepeso aumentado, a rotação excessiva do quadril e o ângulo de flexão plantar reduzido.

dor-nas-pernas-em-atletasComo tratar? As condutas podem ser mais conservadoras ou partir para uma intervenção mais agressiva fazendo uma raspagem do periósteo, porém não é 100% de alívio da dor e o tempo de recuperação para voltar as atividades é de 3 meses. No tratamento mais conservador a crioterapia é usada, o trabalho de liberação miofascial dos músculos da panturrilha (principalmente o sóleo) o que em um primeiro momento pode causar dor mas que diminuirá o dano das fibras musculares rompidas. Além disso o fortalecimento dos músculos anteriores e posteriores da tíbia, músculos do quadril e quadrado lombar e os mais profundos do abdome.

Parece até repetitivo, mas muitas vezes as lesões começam por falta de força no básico, que é o centro do corpo, então não tem jeito, tem que fortalecer. Não se ganha força nas extremidades se o centro não está forte o suficiente para equilibrar todas as outras estruturas. Simples assim. Vale lembrar ainda que é importante ter um diagnóstico preciso para definir a conduta, ou seja, tem que fazer no mínimo uma ressonância.

Usamos dois artigos principais para esse post. O primeiro é do Jornal Britânico de Medicina do Esporte e o segundo da Revista de Movimento e Saúde da Colômbia.

Bons treinos!

Emidio Peres
Personal e Idealizador do Núcleo Salutem
Formado em Educação Física, pós graduado em gestão de marketing, reabilitação cardíaca e pós graduando em reabilitação de lesões.

cropped-logotipo-nc3bacleo-salutem1.jpg

Deixe uma resposta