Estimulando a animação e o bom humor!

Por Maria Helena Bertoccelli

happy-woman

Este assunto pode soar estranho, mas para Roberto Assagioli, psiquiatra italiano, a animação e o bom humor além de um estado mental, de uma atitude interna, é uma “técnica” e isso pode significar que podem ser estimulados, desenvolvidos e mantidos por meio de práticas e exercícios. Não há como negar que são extremamente necessários, especialmente nos dias de hoje, além do que a animação e o bom humor podem abrir caminhos para a alegria!

Vamos falar de como na prática a animação e o bom humor podem ser estimulados.

A irritação pode ser considerada um dos maiores obstáculos a essas qualidades, e a maneira mais direta de eliminá-la é descarrega-la através de atividades. O exercício físico, a corrida, certos tipos de jogos, escrever cartas de recriminação e críticas às pessoas que provocaram em nós irritação e, então não as enviar, são maneiras de eliminar a irritação.

A crítica é também uma maneira de expressar hostilidade e nos afastar da animação e do bom humor. Muito do nosso mau humor origina-se na crítica de outras pessoas e na importância que damos à opinião alheia sobre nós. Frequentemente somos criticados e o melhor a fazer é aceitar a crítica desde seu início sem dar importância a ela, afinal ninguém passa pelo mundo sem ser criticado.

Além desses a preocupação, a impaciência e o apego a tristeza são obstáculos a animação e ao bom humor.

Cultivar estados mentais e sentimentos que sejam contrários àqueles que bloqueiam nossa animação e estar em contato com influências que nos aproximam do estado desejado, tais como a leitura de livros apropriados, ouvir música, assistir filmes cheios de humor e de natureza positiva estimulam a animação e o bom humor.

Utilizar cartões com o nome da qualidade a ser desenvolvida e ou com imagens que evoquem o estado de animação e entrar em contato visual com esses cartões por várias vezes ao longo do dia estimulam animação e bom humor. A aceitação também é fundamental para estimular a qualidade desejada. Colabore com o inevitável e aceite o Universo como ele é.

Agir “como se” tudo estivesse bem e rir de si mesmo são também boas dicas para estimular e desenvolver o estado de animação e o bom humor.

A proposta é experimentar, praticar e observar os resultados, afinal boas doses de animação e bom humor farão bem não só a nós como a todos os que participam da nossa vida.

Deixe uma resposta